Fritzl condenado a prisão perpétua

O júri do Tribunal Penal de Sankt-Pölten, na Áustria, considerou Joseph Fritzl culpado e condenou-o a prisão perpétua, pelo sequestro, violação e escravatura da filha, durante 24 anos, e responsabilidade pela morte de um bebé nascido da relação incestuosa que manteve com a Elisabeth.A decisão foi tomada por unanimidade pelos oito jurados do tribunal. O procurador Christiane Burkheiser pedira antes a pena máxima para Fritzl, pena perpétua e internamento psiquiátrico por duração indeterminada.
A criança que deu origem a este veredicto, fruto do período em que Elisabeth foi mantida como escrava sexual de Fritzl, morreu dois dias depois do seu nascimento, devido a problemas respiratórios, porque o pai recusou hospitalizá-lo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: