Famílias ciganas invadem escola

Várias pessoas envolveram-se ontem numa rixa em Silgueiros, de onde resultaram dois feridos, uma criança e uma funcionária da escola.

Várias famílias de etnia cigana empunhando bastões invadiram ontem ao início da tarde a Escola Básica 2/3 de Pindelo de Silgueiros, no concelho de Viseu. As famílias foram chamadas pelo irmão de um aluno que se envolveu numa rixa com outro elemento desta comunidade. Dos confrontos resultaram dois feridos, uma criança que foi levada ao hospital e uma funcionária da escola, que recebeu tratamento no local. A GNR mantém o estabelecimento de ensino sobre vigilância.
Segundo contou ao DN o vice-presidente do conselho executivo da escola, Paulo França, “dois alunos, de etnia cigana, de 11 e 13 anos, envolveram-se numa rixa durante o recreio”. As crianças “são de acampamentos diferentes e têm alguma rivalidade entre eles”, adiantou. Um dos alunos envolvidos na luta “caiu e fez um pequeno golpe. O irmão viu-o a sangrar e telefonou à família a dizer que ele estava gravemente ferido”, o que levou a família do estudante ferido a “empunhar bastões e entrar na escola”. A funcionária da portaria tentou impedir o acesso e ainda foi agredida. Perante a invasão, o conselho executivo chamou a GNR com “receio de que não conseguíssemos controlar a situação”, concluiu Paulo França.
A GNR confirmou a invasão da escola e adiantou que “terá sido protagonizada por 12 pessoas em 4 carrinhas”, contou o comandante da GNR de Viseu. Os militares desta polícia “mantém uma vigilância discreta sobre a escola para evitar novos problemas”, concluiu António Teixeira. O DN tentou falar com as famílias envolvidas, que não quiseram prestar esclarecimentos.
A escola retomou a normalidade e mantém dois militares da GNR junto da entrada. Está agendada uma reunião entre a direcção da escola, o patriarca de uma das famílias e a GNR.

Ministério da Educação Defende-se

Em relação a outra comunidade de ciganos, no caso em Barcelos, o secretário de Estado da Educação indicou ter havido “negociações com a comunidade” no sentido de decidir isolar uma turma de alunos desta etnia numa estrutura prefabricada na escola básica de Barqueiros, mas houve pais que não concordaram.
“Os pais continuarão a ser ouvidos, como têm de ser”, avançou Valter Lemos em conferência de imprensa, em Lisboa, acrescentando ter indicação de que “uns pais concordaram e outros não”.
“Mas essa matéria neste momento não é a questão central, que é se a continuação do trabalho vai ou não responder às necessidades das crianças”, acrescentou. O governante confirmou situações de diferenças etárias significativas na turma em questão e que um dos alunos soma sete reprovações.
“Será muito estranho que para qualquer português civilizado uma criança com sete reprovações não constitua um problema, é um problema de civilização”, referiu. Sobre este assunto, Valter Lemos considerou que não se devem fazer “julgamentos sumários” da escola da Lagoa Negra, em Barqueiros, concelho de Barcelos.
“Corrigir não significa fazer julgamentos sumários de ninguém. A apreciação que fazemos do trabalho é positiva, os seus resultados melhoraram, os resultados dos alunos da comunidade cigana melhoraram e o abandono escolar diminuiu significativamente nesta etnia e não atribuir isto à escola é de grande injustiça”, frisou.
O governante admitiu que, além das medidas agora tomadas – criação de um grupo de acompanhamento e integração da escola no Programa Territórios Educativos de Intervenção Prioritária (TEIP) – outras podem vir a ser tomadas, se necessário.
Valter Lemos referiu que foi a escola a sinalizar e integrar uma “boa parte dos alunos” que não frequentava as aulas. “Algumas das entidades que agora se pronunciaram nunca se preocuparam com isso, nem contactaram o ministério no sentido de identificar as crianças que não estavam na escola”, assinalou.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: