Acidentes provocam quatro vítimas mortais

Quatro mortos e mais de uma dezena de feridos, alguns dos quais graves, é o trágico balanço de quatro acidentes ocorridos ontem em estradas do Centro e Sul do país. O caso mais grave aconteceu na A1, no concelho de Vila Franca de Xira.Condução perigosa, manobras mal calculadas e o mau tempo estarão na origem dos quatro acidentes de ontem, os mais graves registados pelas autoridades rodoviárias e de socorro até ao final da tarde e cujas causas estão ainda a ser investigadas.
Durante a manhã, na EN 118, junto ao Campo de Tiro de Alcochete, dois veículos pesados e dois automóveis envolveram-se numa aparatosa colisão que resultou na morte de uma pessoa e em ferimentos noutras quatro. Os condutores dos automóveis tiveram mesmo que ser desencarcerados pelos bombeiros e um dos motoristas de um camião saiu do local em estado de choque.
Cerca do meio-dia, em Caseirinhos, Pombal, uma pessoa morreu e outra ficou gravemente ferida numa colisão entre dois automóveis, ao quilómetro 44 do IC8. Menos de uma hora depois, em Carvide, um autocarro com 15 alunos da Escola Secundária de Vieira de Leiria despistou-se, ao que tudo indica, para se desviar de um carro que seguia em contramão.
Do despiste do autocarro – propriedade da Rodoviária do Tejo e que fazia a ligação Marinha Grande e Vieira de Leiria – resultaram ferimentos em dois estudantes e no motorista. Porém, durante a tarde, mais sete alunos rumaram ao hospital por se queixarem de dores na cabeça, queixo e ombros.
A Rodoviária do Tejo já fez saber que vai abrir um processo de averiguações ao acidente. O director da empresa afirmou à agência Lusa que o motorista terá sido confrontado com um veículo em contramão e que, para se desviar, embateu num muro.
Na auto-estrada do Norte (A1), duas pessoas perderam a vida e outras quatro ficaram feridas numa colisão que envolveu dois pesados de mercadorias e um automóvel, ao quilómetro 23,5, no sentido Norte-Sul.
Um dos camiões seguia viagem carregado de areia e o outro transportava um contentor. A A1 esteve completamente cortada no sentido Norte-Sul durante uma hora e meia, o que causou grandes filas de trânsito durante quase toda a tarde.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: