O que é a recessão?

Ultimamente fala-se muito na crise e na recessão e o nosso jornal digital saiu á rua para ver se a população nacional, na região da Cova da Beira, sabia o significado de recessão económica. Chegamos á conclusão que 73% da população não sabe; e 53% dos mesmos tem mais de 65 anos.
Então decidimos dizer no nosso jornal o significa realmente recessão e também o efeito dela em Portugal.Basta clicar em
A recessão é um período em que ocorre um grande declínio na taxa de crescimento econômico de uma determinada região ou país. Resulta na diminuição da produção e do trabalho, dos salários e dos benefícios das empresas. Do ponto de vista dos empresários, recessão significa restringir as importações, produzir menos e aumentar a capacidade ociosa. Para o consumidor, significa restrição de crédito, juros altos e desestímulo para compras. Para o trabalhador, baixos salários e desemprego.
Tecnicamente, para que a economia de um país entre em recessão, são necessários dois trimestres consecutivos de queda no PIB. Se o PIB crescer pouco, pode-se falar até de estagnação econômica, mas não de recessão.
Embora caracterizada por uma redução expressiva das atividades comerciais e industriais, a recessão é considerada como uma fase normal do ciclo econômico, sendo bem menos severa que a depressão.
Como exemplo de recessão temos os EUA e Japão, que entraram no ano de 2008, em um grande declínio econômico. Como principal causa podemos citar a “crise do 08″ que está afetando fortemente grandes potências.

Recessão forte e rápida ou depressão prolongada e dolorosa: na actual conjuntura económica as escolhas não são muitas para Portugal e para o resto do Mundo ocidentalizado e o melhor que se pode esperar é mesmo que, depois de um ano de 2009 negativo, com crescimento abaixo de zero e subida do desemprego, se possa iniciar logo a seguir uma recuperação. Neste momento, este cenário é mais um desejo do que uma previsão. Em ocasiões anteriores, como a da Grande Depressão dos anos 30, uma crise financeira de grandes proporções levou a uma década de estagnação económica. Os mais pessimistas, como o Nobel Paul Krugman, dizem que o mais provável é que o mesmo aconteça agora. Os mais optimistas defendem que os Governos e os bancos centrais já aprenderam com os erros do passado e estão a resolver a situação. Para uma economia pequena como Portugal, a dependência em relação ao exterior é quase total. Por isso, por muitos estímulos económicos que o Governo apresente, se Portugal conseguir travar a recessão a partir de 2009 será porque, no resto do Mundo, já se iniciou uma recuperação.” Analise do jornalista Sérgio Aníbal, publicada no jornal “Público” em 03 de Janeiro de 2009.”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: