Incêndio deflagra no hotel tomado por grupo armado

Um incêndio deflagrou ao início da noite (hora local) no hotel Trident-Oberoi, em Bombaim, cercado pelas forças de segurança que tentam capturar um grupo armado que manterá em seu poder várias dezenas de reféns. O mais recente balanço dos ataques desencadeados a noite passada por vários grupos armados contra pelo menos oito locais da cidade dá conta de 125 mortos e mais de 300 feridos.

Imagens divulgadas pela televisão mostram chamas a sair do quarto andar do hotel de cinco estrelas, situado na parte Sul da capital económica indiana, e o canal Times Now, citado pela BBC, garante que há também focos de incêndio nos 13º e 14º andares do moderno edifícios.

O fogo vem complicar ainda mais a já tensa situação no local, onde, segundo a Reuters, homens armados mantém em seu poder entre 20 a 30 reféns, entre eles vários estrangeiros. Muitos mais hóspedes (200 segundo um responsável do hotel) permanecem entrincheirados nos seus quartos, com medo de serem apanhados no fogo cruzado. Entre eles contam-se 15 funcionários da companhia aérea Air France, adianta a AFP.

O hotel encontra-se actualmente cercado por elementos do Exército e comandos das forças antiterroristas indianas, que tentam pôr fim ao ataque, em curso há mais de 20 horas. Snajay Barve, responsável da polícia local, confirmou que 15 hóspedes foram retirados ao final da tarde do hotel pela polícia. As televisões indianas mostraram imagens de vários ocidentais a sair, pelo seu próprio pé, do hotel, ao final da tarde.

As autoridades mantêm-se muito prudentes quanto ao número de mortos registados neste local, confirmando apenas que seis empregados do hotel foram mortos no início do ataque, registado pouco depois das 22h30 de ontem, (17h00 em Lisboa).

Entretanto, no Taj Mahal, a outra unidade de cinco estrelas atacada a noite passada, os agentes das forças de segurança indiana procuram ainda atacantes que possam estar entrincheirados no interior do hotel. Em declarações aos jornalistas, o comandante da polícia do estado de Mharashtra, de que Bombaim é a capital, disse que todos os hóspedes que foram feitos reféns já foram libertados. No local, acrescentou, foram mortos pelo menos quatro atacantes, alguns dos quais estariam munidos de explosivos.

Ao final da tarde (hora local) foram ouvidos disparos no interior do hotel já depois de dezenas de pessoas terem sido retiradas do local, adiantam as agências internacionais.

As autoridades de saúde de Bombaim confirmaram ter recebido, até ao momento, 125 corpos e 327 feridos, um número que as autoridades admitem não ser ainda definitivo.

Além dos dois hotéis foram atacados na noite passada dois hospitais, a principal estação de caminhos de ferro da cidade, um restaurante muito frequentado por turistas e um quartel da polícia no Sul da cidade. As autoridades confirmaram ainda a explosão de uma bomba num táxi, na mesma zona da cidade, e um rabi foi feito refém no ataque contra úm edifício de apartamentos conhecido como Chabad House.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: