Morte de mulheres por violência doméstica mais do que duplicou

O número de mulheres assassinadas às mãos dos maridos, companheiros, namorados e indivíduos cuja relação já havia terminado mais do que duplicou de 2007 para 2008. Entre Janeiro e 15 de Novembro, registaram-se 43 vítimas mortais de violência doméstica, contra 21 do ano anterior, das quais a maioria da região norte. Os números foram divulgados ontem pela União das Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR), com base em notícias publicadas na imprensa, que aponta ainda para a existência de cinco vítimas associadas, sobretudo filhos e pais. O estudo, da responsabilidade do Observatório das Mulheres Assassinadas, concluiu que foi no distrito do Porto que se registaram mais homicídios: 17. Lisboa surge em segundo lugar, com 13 casos, invertendo as posições do ano passado. Em 2007, a capital figurou no topo da tabela, com seis homicídios, enquanto o Porto ocupou a terceira posição, seguido de Setúbal (cinco casos), com duas mulheres assassinadas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: