Cientistas descobrem bactéria que vive no centro da Terra.

A criatura mais solitária à face da Terra poderá fornecer importantes pistas sobre a possibilidade de existência de vida noutros planetas. Vive num ambiente quente, escuro e com oxigénio rarefeito, a 3 km de profundidade. A bactéria Desulforudis audaxviator , assim baptizada em homenagem a uma citação em latim no livro de Júlio Verne “Viagem ao Centro da Terra”, foi encontrada na mina de ouro de Mponeng, em Johanesburgo.

Encontra-se a 3 quilómetros de profundidade, em total escuridão enfrentando temperaturas acima dos 60ºC.

Não precisa de luz solar ou de se alimentar de outros organismos para sobreviver.

“É completamente auto-suficiente”. Retira “energia do hidrogénio e do sulfato libertado no interior da mina, e tem a capacidade de se reproduzir, dividindo-se a si mesma”, explica à BBC Dylan Chivian, um dos investigadores da Universidade de Berkeley.

A descoberta, a cargo de cientistas norte-americanos, parece assim ser a primeira prova da existência de um ecossistema formado por uma única espécie biológica.

Os cientistas acreditam que esta bactéria poderá dar pistas sobre a forma como eventuais organismos vivos poderão sobreviver em planetas com escassez de oxigénio.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: