Patrão processado por criticar seios de funcionária

Peito «demasiado grande» terá incomodado dirigente do ramo imobiliário em Inglaterra. O homem foi condenado a indemnizar a queixosa em 38.500 euros.

Fonte: portal das curiosidades

Julie-Ann Reed, de 27 anos, afirma ter sido humilhada por Gerald Probert, que implicava constantemente com o tamanho dos seus seios, pelo que resolveu processá-lo.

O patrão terá pedido várias vezes à ex-agente imobiliária para que trocasse de roupa e sugeriu inclusive que alterasse o tamanho dos seios, segundo a queixosa.

O advogado de acusação, citado pela BBC, adianta que a sua cliente viu o salário cortado nos últimos meses de 2007, altura em que foi despedida, e não recebeu o subsídio de Natal.

«Quando reclamou, o patrão disse que o namorado é que devia pagar as contas e despediu-a da agência imobiliária», conta o causídico.

Gerald Probert foi condenado a indemnizar a ex-funcionária em 30 mil libras (38.500 euros) por discriminação sexual, despedimento sem justa causa e salários em atraso.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: