Jamais minta para uma vespa

Toda sociedade tem suas regras, inclusive as dos insetos. E não adianta tentar disfarçar: quem nasceu para operária jamais chega a rainha.Os pesquisadores Elizabeth Tibbets, da Universidade do Arizona, e James Dale, da Universidade Simon Fraser, resolveram colocar à prova a organização social de vespas da espécie Polistes dominulus. Estes insetos possuem desenhos no corpo que indicam a importância social de cada indivíduo. A experiência consistia em manipular os desenhos para confundir o vespeiro – vespas ‘inferiores’ eram caracterizadas como se fossem ‘superiores’.
Vai encarar?
Os traços diferentes das vespas Polistes dominulus indicam sua classe social
O resultado do estudo, publicado na revista ‘Nature’, foi o seguinte: definitivamente, as aparências não enganam. Os insetos alterados foram tratados de maneira agressiva, apesar de supostamente estarem em pé de igualdade. A experiência reforça a hipótese de que trapaças no mundo animal quase sempre se revertem em punições sociais e, por isso, é tão raro encontrar este tipo de indisciplina na natureza.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: