Telemóveis e consolas são pouco verdes

Qual será a primeira empresa de material electrónico a tornar-se completamente “verde”? Segundo o Guia Verde para a Indústria Electrónica, da associação ambientalista Greenpeace, neste momento a mais bem colocada é a Nokia, empresa finlandesa que fabrica telemóveis. Lançado em Agosto de 2006, o guia é constituído pelos líderes do mercado de produção de telemóveis, computadores, televisões e consolas, de acordo com as sua políticas e práticas em relação aos químicos tóxicos, reciclagem e energia. Este índice foi criado devido ao facto de a indústria da tecnologia de informação e comunicação ser responsável por 2% das emissões globais de dióxido de carbono e pela rápida proliferação dos equipamentos que contribuem para um grande gasto de energia.

Nesta nova edição do Guia Verde, a Nokia voltou ao primeiro lugar do ranking com 7 pontos – a tabela vai de zero a dez. Esta subida ocorre depois de a Greenpeace ter examinado os programas de retoma de produtos electrónicos na Índia da maioria das empresas. Os resultados revelaram que a Nokia tem um dos melhores programas deste género neste país asiático, apesar de ainda haver problemas nas cidades mais pequenas.

Mas os principais pontos do gigante finlandês foram ganhos nas questões relativas aos produtos químicos usados nos equipamentos, com o lançamento de produtos sem PVC (o vinil) desde finais de 2005 , com o objectivo de livrar os aparelhos de retardadores de chama bromados (BFR) e de trióxido de antimónio até 2009. Segue-se a sul-coreana Samsung que obteve boas pontuações devido ao empenho em eliminar produtos tóxicos dos seus aparelhos, em especial os PVC, além da nova campanha para retirar os BFR.

No “vermelho” estão a Microsoft e a Nintendo. A empresa americana deve a sua posição ao facto de os produtos ainda conterem grandes quantidades de químicos tóxicos. Apesar disso, a Microsoft prevê 2010 como o ano em que vai eliminar o uso de ftalatos, usado para tornar o plástico mais maleável. A japonesa Nintendo, que fabrica consolas de jogos, teve os piores resultados no guia, com zero de pontuação em quase todos os critérios de desperdícios electrónicos. A companhia eliminou o uso de ftalatos e está a estudar a hipótese de eliminar antimónio e berílio além do uso de PVC. Apesar disto, ainda não divulgou uma data para deixar de usar estes químicos. A Nintendo divulgou o valor das suas emissões de CO2 e comprometeu-se a cortar nas emissões de gases que contribuem para o efeito de estufa, em 2% ao ano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: