Esqueleto com quase 2 mil anos revela sinais de neurocirurgia

Uma equipa de arqueólogos gregos acredita que o esqueleto que encontrou fornece provas raras da realização de uma neurocirurgia há 1.800 anos atrás. O esqueleto pertence a uma mulher jovem e os sinais de perfuração no crânio indicam que esta terá sido submetida a uma intervenção cirúrgica. A mulher terá morrido durante ou pouco tempo depois da operação, refere a AP. Segundo o arqueólogo Ioannis Graikos, o esqueleto foi encontrado durante uma escavação de salvamento em Veria, cidade a cerca de 74 quilómetros a Oeste de Tessalónica. «Interpretamos a descoberta como um caso de uma cirurgia complicada que só um médico treinado e especializado poderia ter tentado», explicou Graikos à AP. A realização de operações delicadas é descrita em vários escritos antigos, mas este tipo de achado arqueológico é particularmente raro na Grécia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: